A Prefeitura de Mogi das Cruzes foi condenada pela Justiça a pagar R$ 700 mil de indenização para a família de uma criança que morreu na Unidade Básica de Saúde (UBS) do distrito de Jundiapeba, em 2019.

No documento, a juíza Vivian Novaretti Humes condenou a Prefeitura a pagar o valor, que corresponde a 500 salários mínimos e pensões vitalícias, de acordo com a faixa etária de idade da vítima, para a família de Bryan de Jesus Gusmão dos Santos.

Para a juíza, os laudos e documentos apresentados pelo advogado José Roberto Rodrigues Junior, que faz a defesa do caso, apontam irregularidade, negligência e erro médico.

img 9877