A polícia de Mogi das Cruzes investiga a morte de uma cadela no distrito de Biritiba Ussu. Um relatório veterinário aponta suspeita de envenenamento por chumbinho. Segundo o dono, outro cão também morreu no último domingo (4) e a suspeita é que a mesma pessoa tenha provocado o envenenamento nos dois casos.

O produtor rural Sérgio Lopes, dono da vira-lata “Nega”, diz que mora em uma região de sítios e, como todos se conhecem, ele não se preocupava em deixar a cadela solta. O produtor afirma que estava com suas filhas em uma festa de aniversário no sítio vizinho e viu o momento em que um homem, que não é morador do local, deu um pedaço de pão para Nega. Ele diz que não fez nada porque estava perto das filhas e elas ficariam assustadas.
O dono afirma que, na hora do acontecimento, viu que a vira-lata estava começando a passar mal e ligou para a casa de sua mãe. A irmã de Sérgio, Denise Lopes, correu atrás do suspeito e, ao questionar o que ele tinha dado para o animal, o homem alegou não ter oferecido nada.

Sérgio levou a cadela até uma clínica veterinária. A equipe a examinou e aplicou medicamentos, mas a cadela morreu durante o atendimento, cerca de duas horas depois.

img 0444