O Tribunal de Justiça de São Paulo manteve a prisão de Johnathans Matheus de Souza Caires Melo, o falso médico que trabalhou por quatro meses atendendo pacientes em Bom Jesus dos Perdões.

De acordo com a Justiça, Johnathans passou por audiência de custódia nesta quinta-feira (15). Na audiência, o juiz entendeu que a prisão era regular e por isso ele vai permanecer detido.

O falso médico estava foragido desde agosto e vai responder pelo crime de exercício ilegal da medicina, estelionato e falsidade ideológica.
O homem foi preso na tarde desta quarta-feira (14) na cidade de São Caetano do Sul, na região metropolitana de São Paulo, após dirigir na contramão e ser parado em uma blitz.

Durante a abordagem, os policiais fizeram a busca do nome do motorista no sistema e identificaram que ele tinha um mandado de prisão expedido.

img 0972