Iniciativa ocorre a partir de parceria entre Suzano e a plataforma educativa ‘Força Meninas’ para 3,2 mil crianças da rede municipal

 

Suzano recebe nesta semana o evento “Meninas Curiosas, Mulheres de Futuro”, idealizada pela plataforma “Força Meninas” e promovida em parceria com a Secretaria Municipal de Educação. A partir de histórias inspiradoras de mulheres cientistas de renome nacional e mundial, a iniciativa busca estimular as estudantes a buscarem carreiras em áreas como Engenharia, Física, Astronomia, entre outras profissões que são conhecidas por terem maior representatividade masculina.

 

A ação começou na última terça-feira (02/08), na Escola Municipal Antônio Marques Figueira, no centro da cidade, e prosseguiu nesta quarta e quinta-feira (03 e 04/08) no Estádio Municipal Francisco Marques Figueira, o Suzanão, no Jardim Colorado. Nesta sexta-feira (05/08) retorna para a escola Marques Figueira, onde ocorrerá o encerramento. A expectativa é que 3,2 mil crianças da rede municipal, entre 6 e 10 anos, participem da iniciativa, que busca informar aos alunos que essas ocupações podem ser exercidas pelo público feminino.

 

A idealizadora do projeto, Deborah De Mari, destacou que a ideia surgiu após perceber que as carreiras científicas poderão ser muito procuradas nos próximos anos. No entanto, o número de meninas que buscam este tipo de colocação é baixo. “Ainda existe este estereótipo de gênero, em que meninos são chamados para arrumar objetos enquanto as meninas deviam se ocupar dos afazeres de casa. E foi a partir desse entendimento que saiu nosso projeto, que tenta inspirar as meninas desde cedo. Eu quero agradecer a Prefeitura de Suzano, por meio da Secretaria de Educação, que nos ajudou a fazer a iniciativa acontecer aqui na cidade”.

 

No projeto são promovidos teatros e oficinas que contam histórias das mulheres cientistas e trazem ferramentas para que as crianças possam exercitar a imaginação, como se fossem cientistas de verdade, como montar um foguete com peças de madeira e passar um anel de metal preso por uma haste em um circuito elétrico sem tocá-lo para exercitar a coordenação motora.

 

O objetivo da secretaria é que toda essa informação apresentada aos alunos possa ser utilizada no dia a dia, dentro das salas de aula, com a participação dos professores. “Vamos aproveitar todo esse conhecimento e trazer para nossas escolas. A questão de igualdade entre alunos e alunas é um assunto que também precisa ser trabalhado, de modo que as crianças entendam que elas poderão escolher as carreiras que quiserem no futuro, independentemente de gênero”, afirmou o secretário de Educação de Suzano, Leandro Bassini.

 

 

Crédito das fotos: Andreza Rodrigues/Secop Suzano