A existência de uma suposta funcionária fantasma no gabinete de Gambale é o motivo da denúncia do chefe do Ministério Público, Mário Sarrubbo

2085116-71.2022.8.26.0000-1 (1)

O chefe do Ministério Público do Estado de São Paulo, Mário  Sarrubbo,  está acusando o deputado estadual Rodrigo Gambale (PODE) por ter praticado, segundo a autoridade, 26 peculatos relativos ao pagamento de 26 salários para a confeiteira Josiane Patrícia Alvarenga , entre os anos 2019 e 2021.

No total, teriam sido desviados R$ 120,7 mil, já que durante o período das apurações, ela  foi fotografada trabalhando em uma panificadora da cidade de São Manuel, no interior paulista. Questionado sobre o assunto pelo Estadão, o gabinete de Gambale diz que não reconhece tal prática, nem foi notificado sobre a questão.

Diz também que Josiane não faz mais parte do staff desde 2021. Atribui a denúncia ao ano eleitoral e diz que “a inocência  de todos será comprovada.”

Com informações de O Diário de Mogi

1 COMENTÁRIO