Representantes de moradores de áreas ocupadas nos bairros Jardim Maitê e Ramal São José estiveram na manhã de hoje (9) na Câmara de Suzano para reuniões relativas à regularização fundiária no município. Nos encontros, foram tiradas dúvidas sobre a situação das áreas a pedido do vereador Edirlei Junio Reis (PSDB), o Professor Edirlei, que convidou o diretor de Habitação da Prefeitura, Miguel Reis Afonso, para dar as informações.

Sobre o terreno ocupado no Jardim Maitê, que está na área de domínio do Departamento de Águas e Energia Elétrica (Daee) e está em processo judicial, o parlamentar se comprometeu a agendar encontros dos representantes dos moradores com a Secretaria de Manutenção e Serviços Urbanos, porém, ressaltando que há necessidade de respeitar a legislação em vigor (área de ocupação), para inserir no cronograma de manutenção as vias esburacadas, e com a EDP São Paulo, subsidiária do serviço de distribuição de energia elétrica, para intermediar a questão do fornecimento de energia no local. “Sabemos das limitações (por se tratar de uma área ocupada), mas cobramos o mínimo”, disseram os cinco integrantes do grupo de moradores. Eles também fizeram questionamento sobre produção habitacional no município, e o diretor de Habitação explicou que é um processo que depende de vários entes (governos federal e estadual, além do municipal).

Em relação à área ocupada no Ramal São José, os três representantes dos moradores definiram, em conjunto com o vereador e a Diretoria de Habitação, que farão uma reunião em setembro com os moradores para que seja explicada a todos a necessidade de contratação de um topógrafo para que a área possa ser regularizada. O diretor de Habitação informou que este serviço deve ser pago pelos moradores, já que se trata de uma etapa anterior à regularização fundiária.

1 COMENTÁRIO