Suzano dispõe de unidades em sete bairros da cidade, com atendimento de segunda a sexta-feira

As bibliotecas públicas de Suzano estão disponibilizando mais de 5 mil livros de múltiplos gêneros literários para todos os públicos de forma gratuita. Com a possibilidade de visita ao local para um período de leitura e de reservar uma obra por determinado período, as unidades coordenadas pela Secretaria Municipal de Cultura estão disponíveis aos suzanenses de segunda a sexta-feira, das 8 às 17 horas.

Os leitores suzanenses dispõem de sete bibliotecas públicas em diferentes pontos da cidade. A Biblioteca Municipal Professora Maria Eliza de Azevedo e Cintra, localizada dentro do Centro de Educação e Cultura Francisco Carlos Moriconi (rua Benjamin Constant, 682 – Centro), reúne a maior parte do acervo literário da pasta, sendo a principal opção para os interessados, que precisam apenas de um documento de identidade para ter acesso à reserva das obras.

Os outros equipamentos estão presentes no Centro de Artes e Esportes Unificado (CEU) Alberto de Souza Candido (rua Teruo Nishikawa, 570 – Jardim Gardênia Azul) e nos Centros Culturais Colorado Monteiro Lobato (rua Domingos Victorino, 68 – Jardim Colorado), Casa Branca Fumiko Fukushima Katsumata (rua Getúlio Moreira de Sousa, 30 – Jardim Casa Branca), Palmeiras Professor Luiz Antônio da Silva (rua Crispim Adelino Cardoso, 42 – Vila Júlia) e Boa Vista Nelson da Cruz (avenida Katsutoshi Naito, 957 – Cidade Boa Vista), todos de forma gratuita.

Além dessas, Suzano também conta com a Biblioteca Comunitária Professora Carla Cristina Sonaro Rodrigues, que fica nas dependências da Escola Municipal Professora Therezinha Pereira Lima Muzzel, localizada no bairro Jardim São José (rua Turquia, 555). Este acervo específico tem mais de 700 títulos e está aberto de segunda a sexta-feira, das 9 às 17 horas, e aos sábados, das 9 às 13 horas.

Com mais de 5 mil livros à disposição, o acervo municipal conta com uma série de títulos literários que incluem grandes obras nacionais e de países lusófonos, ou, ainda, versões traduzidas de clássicos internacionais, histórias contemporâneas e peças traduzidas para o idioma português, com opções infanto-juvenis, dramas, romances e outros gêneros que podem ser verificados no site culturadesuzano.com.br.

Além das obras já catalogadas no acervo suzanense, as bibliotecas também aceitam doações de livros de caráter literário e científico em bom estado de conservação, o que inclui capa e páginas completas. Desta forma, os materiais disponíveis aos cidadãos mantêm-se com seu conteúdo inalterado para os interessados.

Segundo o prefeito Rodrigo Ashiuchi, uma biblioteca pública cumpre a função de democratizar e facilitar o acesso da população ao universo literário. “No caso de Suzano, nossos equipamentos descentralizados garantem ainda mais essa condição. Fazemos questão de garantir que as pessoas tenham este privilégio ao alcance, pois este é um direito a todos. Proporcionar bibliotecas públicas é assegurar que todos os munícipes tenham o mesmo acesso à literatura”, relatou.

Crédito das fotos: Wanderley Costa/Secop Suzano

1 COMENTÁRIO