O Procon de Mogi das Cruzes alertou para casos de golpes contra idosos no município. O órgão informou que, na última semana, recebeu três reclamações desse tipo.

Vendedores de colchões ou de filtros de água, por exemplo, pedem para entrar na residência para apresentar os produtos e convencem o consumidor a fornecer cartões e permitir acesso ao celular. Com isso, fazem contratações de altos valores. De acordo com o Procon, nos últimos dois meses, foram seis registros dessa natureza.

A coordenadora do Procon de Mogi, Fabiana Bava, contou que, nesta semana, os golpistas entraram na casa de uma idosa de 71 anos para, supostamente, vender um colchão. Eles pediram o celular dela e fizeram a contratação de um empréstimo consignado no valor de R$ 30 mil.

img 4020