Os motoristas de Mogi das Cruzes já estão acostumados a dirigir um pouco menos despreocupados. Sem radar há quase um ano, o retorno dos equipamentos na cidade divide opiniões.

O comerciante Ailton Quintiliano afirma que não há necessidade de alguns radares na cidade. “Acho que em alguns lugares tem que ter. Agora outros lugares são desnecessários. Volta ao que era antes, uma fábrica de multas. Alguns lugares tem que ter mesmo para a prevenção de acidentes. Mas tem outros lugares que fica um pouco obsoleto”, conta.

Os radares em Mogi estão fora de operação desde agosto de 2021, quando venceu o contrato com o consórcio que operava o serviço. Na época, o edital previa a instalação de 32 equipamentos.

img 7495