Hoje faz três anos da tragédia da EEPSG “Raul Brasil”. Guilherme Taucci Monteiro, de 17 anos, e Luiz Henrique de Castro, de 25 anos, entraram encapuzados ( eram ex-alunos), mataram cinco estudantes e duas funcionárias da escola. Antes do ataque, num comércio próximo à escola, Taucci atirou em seu tio, o comerciante Jorge Antônio de Moraes, dentro da revendedora de veículos de Jorge. Após o massacre, um dos atiradores matou o comparsa e em seguida cometeu suicídio. Segundo o que se apurou nas investigações, além de Jorge, eles também planejavam matar mais uma pessoa, um eletricista vizinho de Luiz Henrique, que seria morto por este, pois haviam tido um desentendimento meses antes. Antes do crime, no mesmo dia, um dos assassinos postou uma série de imagens em uma rede social, em que ele aparecia com a máscara de caveira, portando a arma de fogo utilizada e fazendo um símbolo de arma com a mão na cabeça.

img 6275