O Departamento de Homicídios prendeu nesta segunda-feira (21) uma mulher suspeita de integrar a quadrilha do PIX e de ter participado da morte de um comerciante em Itaquaquecetuba no dia 30 de janeiro. O marido dela já tinha sido preso em fevereiro por suspeita de participação no mesmo crime.

Segundo a polícia, o comerciante Robson de Moraes Braz Domingues estava dirigindo quando foi abordado por aproximadamente quatro homens, no Residencial Fortuna, que usaram uma arma para ameaçá-lo e anunciaram o assalto.
Robson acelerou o carro e os criminosos atiraram. A vítima foi atingida no tórax, mas ainda conseguiu dirigir seu carro até o estacionamento de uma igreja, onde morreu. Os ladrões fugiram em seguida.
Durante as investigações, a polícia descobriu se tratar de latrocínio. A vítima tinha mantido contato com uma mulher por um aplicativo de namoro e foi atraído para o encontro, que na verdade era uma emboscada.

img 6719