O Instituto Alfa de Medicina para a Saúde, organização social responsável pela gestão do pronto-atendimento do Guido Guida, em Poá, informou que substituiu o funcionário que faz a triagem na porta da unidade.

A medida foi tomada nesta segunda-feira (21), depois que vídeos viralizaram nas redes sociais mostrando um homem de 50 anos passando mal em um carro, na frente da unidade no sábado (19).

A justificativa era que faltava cadeira de roda para o atendimento. Genivaldo Guedes chegou a ser socorrido, mas morreu quatro horas depois.

O médico David Braga Barbosa Ribeiro, que coordena o pronto-atendimento, disse que teve uma reunião nesta segunda-feira para definir medidas. Além da substituição, o instituto disse que haverá treinamento com ênfase no acolhimento ao paciente e que uma maca vai ficar de prontidão.

img 6721