Uma aluna de 12 anos relata ter sido agredida por um professor de 44 em uma escola de Itaquaquecetuba, na Grande São Paulo. Segundo o boletim de ocorrência, a criança denunciou que o homem deu tapas no rosto da menina e a enforcou até que desmaiasse, além de xingar outros alunos e ameaçá-los de morte.

O caso foi na última segunda-feira (14), na Escola Estadual Roque Barbosa de Miranda, localizada no Jardim Pinheirinho. A menina contou à polícia que o professor chegou alterado à sala de aula e que só parou as agressões após ser contido pelo vice-diretor e um funcionário.

No depoimento, a menina contou que a confusão começou depois que o professor, já irritado, ordenou que os alunos calassem a boca. Ele também teria pedido que a estudante mudasse de lugar. Porém, ela se sentou em uma carteira diferente da que ele havia ordenado.

O homem teria gritado perguntando se a vítima era surda e se não tinha ouvido o que ele havia mandado. A menina conta que mudou para a carteira que o professor havia indicado e resmungou. Nesse momento, ele teria entendido que a aluna havia dito um palavrão e ordenou que ela repetisse, dando tapas em seu rosto.

img 6427