O governador de São Paulo, João Doria, durante coletiva de imprensa no Palácio dos Bandeirantes nesta quarta-feira (16). — Foto: Divulgação/GESP

Com uma intensa frente fria em São Paulo, a gestão estadual realizará o programa ‘Noites Solidárias’, o projeto tem como objetivo acolher e alimentar pessoas em situação de rua. O anúncio foi feito hoje (28), pelo governador João Doria (PSDB) durante uma coletiva de imprensa no Palácio dos Bandeirantes, no Morumbi.

”Entre os dias 28 e 31 de julho, a ação Noites Solidárias vai fornecer abrigos em pessoas em situação de rua, especialmente na capital, mas também em outras cidades do estado. Ofereceremos apoio a prefeitos e prefeitas. O acolhimento será feito a partir das 20h até as 8h da manhã, período em que as temperaturas caem acentuadamente.”

Além disso, o governador anunciou que mais 3 mil vagas de acolhimento no estado foram disponibilizadas pelo programa e que a administração estadual conseguiu doações de cobertores térmicos pelo setor privado.

O prefeito de São Paulo, Ricardo Nunes (MDB), explicou que cinco tendas estão montadas em locais em que há presença da população em situação de rua. Nunes disse ainda que 5 mil pratos de sopa e chocolate quente serão distribuídos por noite pela prefeitura.

“Também terá o atendimento médico. Nesses locais, já temos desde o dia 30/04 a operação Baixas Temperaturas”, disse Nunes.

O padre Julio Lancellotti esteve presente na coletiva e informou que na estação Pedro II, localizada no centro de São Paulo, 10 agentes da pastoral estarão fornecendo suporte aos mais vulneráveis.

A matéria contém informações do portal de notícias UOL.