A Unidade de Saúde da Família (USF) Maria Inês Pinto Santos, no Jardim Revista, recebeu no último sábado (17/07) a quarta ação social voltada à avaliação nutricional das famílias da região. O trabalho da Secretaria Municipal de Saúde, em parceria com o Instituto Nacional de Tecnologia e Saúde (INTS), garantiu atendimento a 530 pessoas. O principal objetivo da atividade é assegurar mais saúde e qualidade de vida por meio de um acompanhamento nutricional adequado aos pacientes identificados.

O serviço faz parte do programa de seis meses proposto à unidade que mensalmente, desde abril, realiza o acolhimento conforme agendamento prévio. A expectativa é de que a ação ocorra no Jardim Revista ainda durante os meses de agosto e setembro para depois seguir a outra unidade de saúde suzanense. Trabalho semelhante também já foi desenvolvido na USF Onésia Benedita Miguel, no Jardim Suzanópolis.

De acordo com a coordenadora da Estratégia Saúde da Família do INTS, Joyce Moreira da Silva, a cada agendamento com o titular da família, solicita-se que outras duas ou três pessoas do núcleo familiar compareçam à unidade para a avaliação nutricional. Durante o atendimento, os adultos são submetidos à bioimpedância, que é um exame que analisa a composição corporal, enquanto as crianças e jovens, menores de 18 anos, passam pela avaliação antropométrica. Esse procedimento considera a análise do peso, da altura e da circunferência abdominal, garantindo uma avaliação sobre o estado geral do indivíduo.

Além da avaliação, outro trabalho importante desenvolvido durante a visita à unidade é a orientação profissional com nutricionista que, em casos de sobrepeso ou desnutrição verificados, já direciona o paciente para um acompanhamento especializado na rede. Nesse processo, os núcleos familiares também são contemplados com cesta básica, conforme recomendação nutricional, além de palestra e oficina sobre o preparo de temperos caseiros.

LEIA TAMBEM:  Primeira morte por Coronavírus é registrada em Suzano

Para o secretário municipal de Saúde, Pedro Ishi, a ação tem grande relevância para a comunidade, sobretudo em caráter preventivo. “As equipes da Saúde da Família, com especial destaque aos nutricionistas, têm atuado diretamente na prevenção por meio da alimentação adequada. Quanto mais atuarmos na reeducação alimentar, oferecendo orientação e condições de uma vida saudável, menores os índices de pacientes com doenças crônicas, como diabetes mellitus e hipertensão. Isso precisa ser cultivado dentro de casa, com hábitos que começam na mesa da família”, disse.

O prefeito Rodrigo Ashiuchi, que também acompanhou de perto a ação do último sábado, parabenizou a equipe e reforçou o compromisso da gestão pela qualidade de vida dos suzanenses. “Além do indispensável trabalho da Saúde, temos incentivado a mudança de hábitos por meio da prática esportiva, investindo em ciclofaixas e academias ao ar livre, além de ampliar e apoiar a criação de hortas comunitárias na cidade. A melhoria da qualidade de vida depende de um conjunto de fatores, que envolve toda uma sinergia entre a gestão pública e o núcleo familiar e comunitário”, concluiu.

Grupo acompanhado

A avaliação nutricional do último mês de junho na USF Jardim Revista atendeu a 250 famílias, totalizando a análise de 550 pessoas. De acordo com a Secretaria Municipal de Saúde, 161 (29%) estavam dentro do peso normal, com o Índice de Massa Corpórea (IMC) entre 18,6 e 24,9. Outros 134 (24%) apresentaram sobrepeso, com IMC entre 25 e 29,9.

Quanto aos obesos, foram 96 pessoas (17%) com IMC entre 30 e 34,9, configurando quadro de Obesidade Grau I. No segundo estágio da doença, com IMC entre 35 e 39,9, foram identificadas 36 pessoas (7%). Já na Obesidade Grau III, com IMC maior que 40, havia 39 pessoas (8%). Em relação àqueles abaixo do peso ideal, com IMC menor que 18,5, foram identificadas 84 pessoas (15%).