Crédito das fotos: Maurício Sordilli/Secop Suzano

Suzano ganhará um novo serviço de acolhimento aos cidadãos usuários de tabaco nas próximas semanas. O anúncio foi feito nesta quarta-feira (23/06) pela Secretaria Municipal de Saúde, que implementará o projeto piloto inicialmente em duas unidades da cidade. Nesta primeira etapa, 20 pessoas serão selecionadas para compor os grupos de apoio e receber acompanhamento multidisciplinar por três meses.

As Unidades Básicas de Saúde (UBSs) Prefeito Alberto Nunes Martins – CSII, no centro, e Professor João Olímpio Neto, no Jardim Casa Branca, sediarão esta primeira etapa da iniciativa. A previsão é de que um grupo seja formado no final de junho e o outro no começo de julho. Durante esta fase, as vagas serão ofertadas para pacientes já identificados pelas unidades. A expectativa é que, com o progresso dos encontros, o Projeto Cuidado à Pessoa Usuária de Tabaco se consolide e amplie o acolhimento para outros pontos do município, assim possibilitando a abertura de vagas à população em geral.

Com duração de três meses, a iniciativa prevê encontros semanais com uma equipe multidisciplinar da Saúde, composta por psicólogos, enfermeiros, farmacêuticos, médicos, entre outros profissionais. O objetivo do projeto é ofertar cuidado aos usuários de tabaco por meio de abordagens sensíveis e ativas, considerando questões comportamentais, emocionais, relacionamentos familiares e sociais, além de influências culturais e processos biológicos e fisiológicos do tabagismo, que afetam o consumo e a dependência.

O projeto piloto conta com o apoio da Secretaria de Estado da Saúde, responsável pelo programa em São Paulo. Atualmente, a rede municipal tem à disposição 30 profissionais para atuar no acolhimento e tratamento dos pacientes. Eles foram capacitados junto ao Centro de Referência de Álcool, Tabaco e Outras Drogas (Cratod) no ano passado.

Ao longo dos encontros, estes agentes municipais terão contato com as vivências de cada participante e os auxiliarão a lidar com os desafios relacionados à dependência do tabaco, possibilitando alternativas metodológicas de interrupção ou redução do uso, com acompanhamento terapêutico constante e disponibilização de medicamentos, de acordo com a necessidade.

Segundo o chefe da pasta, Pedro Ishi, os resultados desta primeira fase servirão para aprimorar o Projeto de Cuidado à Pessoa Usuária de Tabaco e posteriormente disponibilizá-lo na rede municipal de Saúde, abrindo inscrições para que o público interessado seja acolhido nos grupos de apoio. “Nossa meta é fornecer todo o suporte necessário para que as pessoas que desejam vencer o vício alcancem seu objetivo, alcançando uma vida mais saudável. A conscientização e o cuidado são muito importantes nesse sentido, pois o uso do tabaco, além de gerar dependência, é um fator de risco para uma série de doenças”, concluiu.