Crédito das fotos: Irineu Junior/Secop Suzano

A Escola Municipal Darcy Corrêa Gonçalves, que fica na Vila Mazza, lançou nesta semana o projeto pedagógico “O carteiro chegou”. A iniciativa tem como objetivo aproximar a rede de ensino dos alunos e familiares por meio da troca de cartas, assim como oportunizar a atualização dos cadastros residenciais de cada matriculado.

Com a pandemia e o ensino remoto, o vínculo afetivo entre os alunos e os educadores se tornou mais distante, tendo em vista que o público assistido pela creche integra a faixa etária de 0 a 3 anos e o intermédio fica por conta dos canais de comunicação dos responsáveis. Dentro deste cenário, a rede convida as famílias a retomarem os hábitos antigos de escrever cartas e colocar em prática junto às crianças, como uma forma de oferecer amparo e apoio no enfrentamento à pandemia do novo coronavírus (Covid-19).

A expectativa é de reunir em média 255 cartas, sendo elas dos alunos, professores e colaboradores, e posteriormente realizar a troca de carinho com palavras motivacionais. Segundo o diretor da escola, Roverson Rodrigues Ferreira, serão oferecidos recursos e logística para que todos possam participar. “Para que a ação seja contemplativa aos mais vulneráveis, serão utilizados recursos oriundos da premiação de um outro projeto da creche para viabilizar a compra dos materiais e o custear o envio das cartas às residências”, explicou.

O prazo para entrega das cartas na sede da Creche Darcy Corrêa se estende até o dia 31 deste mês, e conta com uma caixa anexa ao portão, especialmente para receber os materiais do projeto. Caso os alunos não possuam recursos para participar, serão disponibilizados papéis e envelopes, conforme orientação das professoras da turma.

Conforme explica Roverson, para além de um viés de alfabetização, o projeto também tem uma perspectiva pedagógica. “A forma com que nossos alunos se expressam é diferente, pois ainda são muito pequenos. Então a família pode incentivá-los a fazer um desenho, uma frase de esperança ou qualquer demonstração de carinho”. O educador ainda ressalta a importância de informar o nome e a turma da criança, assim como o endereço completo.

Além de incentivar práticas de afetividade, o projeto também surge para suprir uma demanda realizada anualmente nas redes de ensino: a renovação do cadastro dos alunos. Anteriormente, os pais realizavam este processo de maneira presencial ou até mesmo por meio de um formulário on-line, entretanto o retorno não é mais frequente, conforme explica Leandro Bassini, secretário municipal de educação. “Notamos que as famílias em situação de vulnerabilidade socioeconômica são as que mais passam por mudanças, e ter esse contato atualizado é fundamental para nos mantermos próximos às crianças e assim zelar pela garantia dos seus direitos”, informou.

Com a responsabilidade funcional do que será enviado, após o recebimento de todas as cartas, os profissionais da unidade farão uma curadoria dos conteúdos e, aleatoriamente, enviarão aos destinatários para concluir o objetivo inicial do projeto.

Os interessados em saber mais sobre o projeto da escola Darcy Corrêa, podem entrar em contato por meio do telefone (11) 4759-2205, que também atende via WhatsApp, ou pelo e-mail [email protected]

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui