O Centro de Referência em Assistência Social (Cras) Jorge Moreira, na região da Casa Branca, completou dois anos de atuação nesta terça-feira (25/05), com a marca de 4 mil famílias cadastradas, de mais de 40 bairros, o que corresponde a 10 mil pessoas. Em meio à pandemia do novo coronavírus, o atendimento mensal chega a 320 usuários, o que representa uma média de 16 atendimentos por dia.

Com sede na rua Maria Clara Tavares, 125, no Parque Residencial Casa Branca, o espaço oferece acolhimento e apoio para a aquisição de diversos programas de assistência social, como o Serviço de Proteção e Atendimento Integral à Família (PAIF), e encaminha os cidadãos que se enquadram nos perfis adequados para programas sociais dos governos federal e estadual, como o Bolsa Família, o Renda Cidadã e o Benefício de Prestação Continuada (BPC).

Para prestar auxílio à população, a unidade conta com dois assistentes sociais, dois educadores sociais, dois entrevistadores, um psicólogo, dois funcionários do setor administrativo, dois ajudantes gerais, um motorista, que auxilia em visitas domiciliares para atendimento e entrega de cestas básicas, além da coordenadora.

Entregue em 2019 pelo prefeito Rodrigo Ashiuchi, o imóvel tem 317,5 metros quadrados e conta com copa, refeitório, duas salas de atendimento familiar, sala de espera com ampla recepção acolhedora, brinquedoteca, sanitários adaptados, almoxarifado, sala de coordenação e sala multiuso para atividades comunitárias, à disposição das equipes. Tem também grande área externa para convivência entre os atendidos e toda a acessibilidade necessária.

Segundo a coordenadora da unidade, Maria Auxiliadora, o Cras Casa Branca teve que se adaptar ao atual cenário. O serviço, por exemplo, tem acompanhado de forma constante 150 pessoas, com atendimento por agendamento, além de promover atividades online focadas no monitoramento de crianças e adolescentes.

“Nos últimos meses, notamos uma procura maior de pessoas ligadas ao comércio. Por isso, além de todo o apoio dado pelo Cras, também estamos focados em uma parceria com o Sebrae (Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas) para a oferta de capacitações por meio do ‘Empreenda Rápido’. Nosso objetivo é prestar todo o auxílio para esse público, visando que os empreendedores consigam fortalecer seus negócios”, disse a coordenadora.

Ainda de acordo com Maria, a unidade da Secretaria Municipal de Assistência e Desenvolvimento Social tem mantido contato com grupos de idosos, para que possam dialogar sobre o dia a dia e promover troca de experiências, e também com um grupo de jovens, principalmente entre 6 e 17 anos, em um trabalho constante de prevenção à violência nas escolas.

Para o titular da pasta, Geraldo Garippo, a assistência social tem uma grande responsabilidade, que é o de discutir a vulnerabilidade e melhorar a qualidade de vida das pessoas, com atendimento digno e humanizado. “O Cras Casa Branca é referência em nossa cidade e, desde sua entrega, tem acolhido mais e mais famílias. Para mim, é uma grande honra estar à frente desse trabalho social”, afirmou.

Para o prefeito Rodrigo Ashiuchi, a nova unidade conferiu nesses 24 meses melhores condições de trabalho e atendimento digno aos usuários, em um local de maior visibilidade. “Muito mais que uma obra, nossa gestão priorizou entregar equipamentos que fazem sentido na vida das pessoas. E o Cras tem em sua essência o acolhimento e o apoio às famílias. Fico feliz de ver um serviço atendendo 320 pessoas por mês, com 4 mil famílias cadastradas”, finalizou.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui