A Patrulha Maria da Penha de Suzano realizou na última semana um atendimento a uma vítima de maus tratos com deficiência auditiva. Para colher o depoimento e manter diálogo com ela, os guardas contaram com o auxílio de uma agente que tem conhecimento em Língua Brasileira de Sinais (Libras), atuando como intérprete.

A mulher atendida sofria de maus tratos em seu próprio lar. Segundo ela, seu pai não aceitava sua deficiência e a hostilizava. Após comprar um aparelho auditivo e a moça não se adaptar adequadamente ao dispositivo, ele a trancou em um quarto com os cachorros da casa e a impediu de sair.

Ela passou dias sem comer e foi exposta a condições sanitárias precárias, inclusive tendo adquirido doenças transmitidas pelos animais. Após receber o apoio da justiça, ela recebeu medida protetiva.

Ao adquirir o documento, as agentes foram ao seu encontro para registrar um prontuário, de forma que a vítima seja acompanhada constantemente pela corporação para garantir que a medida legal seja respeitada e ela permaneça segura.

Para realizar a comunicação entre as partes, foi necessário a ajuda da GCM Bruna Mendes. Graças à intérprete, o depoimento pôde ser registrado e a vítima auxiliada pela equipe. Com isso, a mulher passa a integrar a lista de pessoas acompanhadas de forma constante pela Patrulha Maria da Penha.

De acordo com a comandante da GCM, Rosemary Caxito, poder ajudar a moça, que passa por tantas dificuldades para se comunicar, foi extremamente gratificante. Segundo ela, a guarda Mendes está se aperfeiçoando em Libras há cerca de um ano e o auxílio dela foi essencial para manter o diálogo.

“Considero esse um dos atendimentos mais importantes que já fizemos, pois conseguimos contornar as limitações de diálogo para entender a história e as necessidades da vítima e, com isso, oferecer todo o apoio possível. Essa situação reforça a importância de nós, como guardas civis, continuarmos a nos aprimorar constantemente para servir a todos os suzanenses, independentemente de suas condições ou necessidades”, afirmou.

LEIA TAMBEM:  Homem foge por mais de 1,5 quilômetro após furtar celular na Câmara de Suzano

A GCM de Suzano recebe denúncias pelo telefone (11) 4746-3297. Desde junho do ano passado, o atendimento está interligado com a Central de Segurança Integrada (CSI) para otimizar o acolhimento das ligações. Além do canal convencional da corporação, a Patrulha Maria da Penha oferece atendimento especializado a pessoas que sofrem com estas condições por meio do número (11) 4745-2150.