A campanha Suzano Contra a Fome arrecadou mais de 104 toneladas de alimentos em abril. Em apenas um mês de arrecadação, milhares de suzanenses em situação de vulnerabilidade social já foram beneficiados. O objetivo da ação é intensificar o combate à fome no município e assegurar que todos recebam alimentação de qualidade.

Com a intensificação da pandemia do novo coronavírus (Covid-19), muitas pessoas foram impactadas pela crise, o que as levou a um quadro de insegurança alimentar. Considerando a gravidade da situação, a administração municipal uniu forças para ampliar as medidas de auxílio alimentar e levar comida ao prato de quem mais precisa. A iniciativa de combate à fome conta com o apoio de diversas pastas municipais, empresas e entidades filantrópicas parceiras.

O Fundo Social de Solidariedade recolheu em abril cerca de 99 toneladas de alimentos. Por meio da campanha de Vacinação Solidária, foram arrecadados 6.198 quilos de mantimentos até o dia 26 deste mês (terça-feira). O projeto incentiva a população a doar itens não-perecíveis no ato da imunização contra a Covid-19. Além disso, o órgão municipal também recebeu doações de empresas privadas e instituições da cidade para abastecer seus estoques. Todas as arrecadações são direcionadas para atender às 34 entidades e as 936 famílias cadastradas no serviço.

A Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico e Geração de Emprego, por sua vez, ampliou as ações do Banco de Alimentos. Só em abril o setor distribuiu mais de 4,5 toneladas para as entidades cadastradas, que fazem a comida chegar às famílias de todos os cantos do município. O Banco recebe itens de empresas, do setor de agricultura familiar da cidade e de qualquer cidadão que queira contribuir com o combate à fome em Suzano.

Desde o início do ano, 600 famílias acompanhadas pelos Centros de Referência da Assistência Social (Cras) recebem o benefício de auxílio alimentação. A Secretaria Municipal de Assistência e Desenvolvimento Social também garante alimentação integral para 139 indivíduos que são acolhidos por meio de instituições conveniadas, entre idosos, pessoas em situação de rua, Pessoas com Deficiência (PCDs) e crianças e adolescentes que foram afastados do convívio familiar.

Por meio de parcerias com instituições do município, também são distribuídas mensalmente 500 cestas básicas para as famílias acompanhadas pelas unidades do CRAS. De segunda a sexta-feira, o setor também realiza a oferta gratuita de lanches, refeições e marmitas para mais de 500 pessoas de várias regiões do município.

A Secretaria Municipal de Educação também participa da campanha. Com a distribuição de kits alimentação de forma constante, ela atende 5,4 mil famílias suzanenses que têm crianças matriculadas na rede municipal de ensino e que estão incluídas no Programa Bolsa Família.

Junto a estes esforços se somam as refeições do Bom Prato, que contemplam 1,2 mil pessoas diariamente, e diversas ações de instituições, empresas e cidadãos que contribuem para o combate à fome em Suzano.

De acordo com a presidente do Fundo Social, a primeira-dama Larissa Ashiuchi, a campanha tem conquistado resultados impressionantes que evidenciam o sentimento de solidariedade dos suzanenses. “Os alimentos chegam em boa hora porque sabemos das dificuldades enfrentadas por centenas de famílias neste momento. Deixo aqui meus agradecimentos pela empatia com aqueles que mais precisam e pelo respeito ao nosso trabalho social desenvolvido no município”, afirmou.

Já o prefeito Rodrigo Ashiuchi agradeceu a colaboração de todos os que contribuíram com a campanha e reforçou o compromisso da administração municipal com esta luta tão importante. “Temos intensificado nossas ações com o apoio de todos e o trabalho continua. Não podemos nos esquecer daqueles que foram duramente penalizados na questão econômica e que mais precisam da nossa ajuda”, concluiu.

Doações

Para os interessados em compartilhar esperança e ajudar o próximo, existem diversas formas de fazer doações. Você pode levar itens não perecíveis para a “VacinAção Solidária”, que acontece nos pontos de imunização da cidade durante os dias de aplicação das doses contra a Covid-19.

Também é possível ligar para o Fundo Social de Solidariedade, no telefone (11) 4745-2195, para saber como ajudar e contribuir com a doação de alimentos e outros itens, como materiais de higiene pessoal, cobertores e agasalhos.

Ou, se preferir, vá até o Banco de Alimentos, localizado na rua Abdo Rachid, 55, no centro da cidade. Doações de alimentos in natura por agricultores da cidade e região também podem ser feitas ao órgão.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui