De autoria do deputado estadual Campos Machado, o PL (Partido Liberal) 738/2020 cria Programa Emergencial Paulista de Vacinação, que pode impedir a circulação de pessoas não vacinadas contra o vírus da Covid-19 no transporte público.

O projeto foi aprovado pela Alesp (Assembleia do Estado de São Paulo) e seguirá mediante ao posicionamento do governador João Doria, que pode sancionar ou não a lei proposta.

Caso o passageiro não comprove a imunização, o mesmo será impedido de acessar os ônibus rodoviários, aeronaves, ingresso a estabelecimentos de ensino e concursos públicos.

Segundo a proposta, a vacinação será obrigatória, ou seja, sem espaço para que o cidadão se recuse. “Sei que muitas pessoas anseiam pela vacinação, mas ainda há muita gente que se recusa a receber a vacina. Para mim, são hipócritas, que expõem terceiros ao risco de morte, e, segundo creio, a hipocrisia nada mais é do que uma homenagem que a mentira presta à verdade e não pode ser tolerada” , afirmou o deputado na postagem.

Fonte: Diário do Transporte

LEIA TAMBEM:  Brasileira campeã da São Silvestre morre de Covid aos 52 anos