Logo da Petrobras na refinaria da companhia em Paulínia, São Paulo 01/07/2017 REUTERS/Paulo Whitaker

Na tarde desta segunda-feira (5), a Petrobras informou que a partir do dia 1º de maio, os preços de venda de gás natural para as distribuidoras serão elevados. A alta será de 39% em R$/m3, com relação ao último trimestre. Medido em US$/MMBtu, o aumento será de 32%. As informações são do portal de notícias do G1.

“A variação decorre da aplicação das fórmulas dos contratos de fornecimento, que vinculam o preço à cotação do petróleo e à taxa de câmbio”, afirma a Petrobras em nota.

Diferente dos preços de outros combustíveis, como gasolina, diesel e GLP, as atualizações dos preços do gás natural ocorrem a cada três meses. Segundo a estatal, o petróleo acumulou alta de 38% entre janeiro e março, meses que são referência para o atual reajuste.

“o preço final do gás natural ao consumidor não é determinado apenas pelo preço de venda da companhia, mas também pelas margens das distribuidoras (e, no caso do GNV, dos postos de revenda) e pelos tributos federais e estaduais”, ressalta a Petrobras.

Deixe uma resposta