O 72º aniversário da emancipação político-administrativa de Suzano será marcado pela luta da vida. O trabalho no combate contra a Covid-19 na cidade não mede esforços para garantir condições de atendimento aos cidadãos suzanenses, que há sete décadas ajudam a construir um município melhor de se viver.

Neste ano, não haverá festas, mas a grande comemoração estará presente nos corações de cada munícipe vacinado. Nesta sexta-feira (02/04), no aniversário de Suzano, a imunização contra o coronavírus chega aos idosos de 68 anos.

A força-tarefa concentrada na Arena Suzano (avenida Senador Roberto Simonsen, 90 – Jardim Imperador) relembra que a união e a solidariedade são elementos-chave no enfretamento a períodos de extrema fragilidade. Em Suzano, a pandemia do novo coronavírus (Covid-19) exigiu articulações estratégicas que entraram em vigência para a proteção e bem-estar de todos.

Entre as primeiras ações desempenhadas e que ainda hoje, um ano depois, ajuda a salvar vidas é o serviço de telemedicina. A iniciativa foi implantada como alternativa ao atendimento médico presencial a pacientes com suspeita da Covid-19. A iniciativa pioneira na região já realizou cerca de 3 mil atendimentos em 11 meses de atuação, garantindo a consulta médica à distância, por meio de chamada de vídeo, de maneira gratuita pelo telefone 0800-484-8001. O principal objetivo é evitar a circulação de pessoas pelas unidades de saúde e assim frear a contaminação.

Ao longo do último ano, outros trabalhos inéditos foram desenvolvidos pela administração municipal, que se empenhou em mapear os casos da Covid-19 em território suzanense e em conquistar mais leitos e aparelhos que auxiliam no atendimento aos munícipes. Entre eles, a aquisição de 23 novos respiradores, sendo dez ventiladores pulmonares Trilogy adquiridos pela prefeitura, três não-invasivos doados pela empresa Suzano SA, e mais dez aparelhos enviados pelo Ministério da Saúde, além da reserva preventiva de leitos em unidades privadas sem custos ao município.

O enfrentamento à pandemia também contou com a instalação do Hospital de Quarentena, nas dependências da própria Arena Suzano, que mais uma vez atua como equipamento indispensável à cidade. A estrutura recebeu pacientes por quase um semestre, entre abril e setembro de 2020. Ao longo deste período, em 135 dias, foram realizados 272 atendimentos, dos quais 233 pessoas receberam o devido tratamento e tiveram alta médica, 32 necessitaram de transferência para outras unidades de saúde e sete vieram a óbito.

A unidade de apoio com 80 leitos, sendo 70 de observação e dez avançados com aparelhos de auxílio ventilatório, contou com uma equipe completa formada por médicos, enfermeiros, técnicos de enfermagem, fisioterapeutas, assistentes sociais, farmacêuticos, técnicos de farmácia, auxiliares de limpeza, auxiliares de rouparia, funcionários administrativos e controladores de acesso, 24 horas por dia.

A Secretaria Municipal de Saúde também realizou entregas importantes que garantiram mais oportunidade de atendimento e respaldo à população, como a finalização da nova Unidade Básica de Saúde (UBS) da Vila Amorim e das obras de ampliação e reforma do Pronto-Socorro Municipal.

Aliás, neste último equipamento, 15 novos leitos exclusivos a pacientes da Covid-19 foram implantados no último mês de março. A medida se fez necessária para reforçar a oferta de acolhimento em Saúde. A ala especial soma-se aos 72 leitos já em operação na cidade, totalizando 87 vagas de atendimento, sendo 20 em Unidade de Terapia Intensiva (UTI), 27 leitos semiavançados e 40 em enfermarias.

Quanto à vacinação, Suzano segue acompanhado o ritmo do Plano Nacional de Imunização (PNI), contabilizando mais de 29 mil aplicações dos imunizantes, contemplando a primeira e a segunda dose. Contudo, o município trabalha pela ampliação da cobertura vacinal ao aderir ao Consórcio Nacional de Vacinas das Cidades Brasileiras (Conectar), que visa a aquisição independente de mais imunizantes e demais insumos necessários no combate à pandemia, além de ter encaminhado uma carta de intenção por meio do Consórcio de Desenvolvimento dos Municípios do Alto Tietê (Condemat) às fabricantes das vacinas existentes no Brasil.

“Este é o segundo aniversário que vamos passar em meio à pandemia da Covid-19. Nesta sexta-feira, o presente aos suzanenses será o avanço no plano de imunização, com a vacinação nos idosos com 68 anos ou mais. Não é momento de celebrar, mas, sim, de cuidar de si e de sua família. Vamos juntos no enfrentamento ao coronavírus”, concluiu o prefeito Rodrigo Ashiuchi.