Homem insistiu em abrir loja de roupas nesta terça-feira (16), o que é proibido durante fase emergencial em São Paulo; ele acumula casos de desrespeito às regras da pandemia

Comerciante é preso por estar com loja aberta na fase emergencial em Ribeirão Preto. As informações são do site G1.

Um comerciante de Ribeirão Preto (SP) foi detido pela Polícia Militar e levado para a delegacia após se recusar a fechar uma loja de roupas, na manhã desta terça-feira (16). O estabelecimento é considerado não essencial e, portanto, não pode funcionar durante a fase emergencial no estado de São Paulo, adotada para frear o avanço da pandemia do coronavírus.

Em um vídeo postado nas redes sociais na segunda-feira (15), Eduardo Cornélio desafiou e ameaçou a fiscalização em uma transmissão ao vivo, dizendo que não fecharia o estabelecimento que possui na Rua Florêncio de Abreu, no Centro.

“Não fecho [a loja]. Só saio daqui preso. Vem pôr algema em mim. A fase é roxa, em homenagem ao olho do fiscal que vai vir aqui fechar essa p****, entendeu?! Vem fechar, tá aberto aqui, oh, tudo fechado nessa p****. Minha loja aberta, vem fechar.”, disse.

Reincidente

A insistência em manter a loja aberta nesta terça não foi a primeira vez em que Eduardo desrespeitou as regras de combate à pandemia segundo apuração da EPTV, afiliada da Globo na região.

Em julho do ano passado, ele já havia desafiado fiscais e guardas municipais em uma outra operação de fechamento dos comércios não essenciais, durante o primeiro período mais crítico da pandemia.

Além disso, segundo a EPTV, o homem também já foi flagrado em um bar na cidade que funcionava acima do limite de capacidade e fora do horário permitido. Na ocasião, ele também discutiu com os agentes de fiscalização.

O comerciante, ainda de acordo com a apuração, permanecia na delegacia até a última atualização desta reportagem.

Medidas mais restritivas

O novo desrespeito do comerciante ocorre em um momento crítico da pandemia na cidade. Com hospitais superlotados diante do aumento de casos, o prefeito de Ribeirão Preto, Duarte Nogueira (PSDB), anunciou um “lockdown” por ao menos cinco dias para restringir a circulação de pessoas e, assim, tentar conter o agravamento da situação sanitária.

De acordo com a atualização do último boletim epidemiológico, divulgada na segunda, Ribeirão contabiliza 57.096 casos e 1.336 mortes provocadas pela Covid-19 desde o início da pandemia.