A Prefeitura de Mogi das Cruzes anunciou que a cidade vai entrar na fase crítica, com mais restrições do que a atual emergencial, a partir de segunda-feira (22). A medida terá a vigência de 10 dias.

Entre as principais restrições, uma delas é a restrição de circulação de pessoas durante as 24h do dia, a fim de evitar aglomerações em praças, estacionamentos e ruas. A circulação de pessoas só será permitida com deslocação até a farmácia, hospital ou mercado.

As medidas foram anunciadas pelo prefeito Caio Cunha (PODE) durante entrevista coletiva na tarde de hoje (19).

O prefeito não descartou decretar um lockdown, mas afirmou que ainda não decretou porque outros municípios da região não vão entrar. Segundo o prefeito Caio Cunha, sem uma ação em conjunto a medida não será eficaz. Inclusive ele afirmou que a decisão vai depender da resposta desses 10 dias da fase crítica.

Segundo o prefeito, se piorar a saída será um lockdown. Caso melhore existe a possibilidade de flexibilização.