Nesta sexta-feira (19) durante uma entrevista ao jornal francês Le Monde, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), mais conhecido como Lula, declarou que o Brasil é governado por um ”presidente genocida”. Lula destacou os discursos do atual presidente combatendo o uso de máscaras e o isolamento, além de apostar em medicamentos sem eficácia comprovada contra a Covid-19.

“Comecei na política nos anos 1970 e nunca vi meu povo sofrer como hoje. Pessoas morrendo nos portões dos hospitais, a fome voltou. E, diante disso, temos um presidente que prefere comprar armas de fogo ao invés de livros e vacinas. O Brasil é chefiado por um presidente genocida. É realmente muito triste”, afirmou o ex-presidente.

Além de todo, Lula comenta sobre sua suposta candidatura em 2022. “Sinceramente, não sei! Eu tenho 75 anos Em 2022, na época das eleições, terei 77. Se eu ainda estiver em grande forma, e for estabelecido um consenso entre os partidos progressistas deste país para que eu seja candidato, bem, não verei nenhum problema para estar. Mas já fui candidato, já fui presidente e cumpri dois mandatos. Também posso apoiar alguém em boa posição para vencer. O mais importante é não deixar Jair Bolsonaro governar mais este país.”

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui