Foto: Reprodução/ Rede Brasil Atual

Considerado o pior momento de crise do coronavírus desde seu início, nesta quarta-feira (03) o presidente Jair Bolsonaro afirmou que ”criaram pânico” diante da nova doença e criticou as novas restrições decretadas pelos governadores para conter a disseminação do vírus.

Em conversa com apoiadores no Palácio da Alvorada, Bolsonaro diz ainda que seu pronunciamento, quando acontecer, será para tratar da pandemia e das vacinas. Aproveitou também para defender a atuação no processo de imunização.

As declarações do presidente foram feitas após o Brasil ter registrado na última terça-feira (02) um recorde de mortes por Covid-19 em um único dia, chegando a marca de 1.641 óbitos.

Ainda nesta quarta-feira, Bolsonaro aproveitou sua conversa com seus apoiadores para atacar a imprensa, destacou que ignora-la é a ”maneira” de ”pensar em coisas sérias”. Destacou ainda que ”para a mídia, o vírus sou eu”.

Deixe uma resposta