Suspeito de abuso sexual, Adão Magalhães, de 74 anos está foragido depois de uma denúncia por estupro de uma menina de 9 anos, em Suzano. Após um desabafo da mãe da garota, Suelle, nas redes sociais, mais três vítimas se posicionaram relatando que também sofreram abuso por Magalhães quando crianças. As vítimas são da mesma família e hoje têm entre 17, 20 e 30 anos.

A vítima vive com a mãe, mas frequenta a casa do pai aos finais de semana. Adão Magalhães é padrasto do pai da vítima.

De acordo com a mãe, a garota sempre voltava da casa do pai reclamando de ”assadura”. Suelle notou um comportamento estranho na garota, conversou com ela, mas a mesma não confessou nada sobre o ocorrido. A mãe então, decidiu levar a criança até a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Mogi das Cruzes para passar no psicólogo.

Durante a consulta, a criança contou tudo para a psicóloga destacando que quem teria abusado dela foi Magalhães. A psicóloga pediu autorização para fazer um exame.

Segundo a mãe, a menina foi abusada várias vezes, a última vez foi em uma viagem à Bertioga.

O suspeito vive no Raffo, bairro de Suzano e fugiu na última terça-feira (16) por volta das 23h. Segundo informações o criminoso está na cidade de Garça.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui