As escolas públicas do Alto Tietê registraram cerca de 13 casos confirmados ou suspeitos do novo coronavírus (Covid-19) após a retomada das aulas presenciais na última semana. Entre as vítimas dos casos da doença estão alunos, professores e funcionários de 10 escolas da rede estadual e uma municipal.   

De acordo com o Sindicato dos Professores do Ensino Oficial do Estado de São Paulo (Apeoesp), os sintomas surgiram após o início das aulas presenciais, em 8 de fevereiro.  

Uma das coordenadoras do sindicato na cidade, Vânia Pereira da Silva, explica que a Diretoria Regional de Ensino (DER) optou por continuar com as aulas presenciais, mesmo após o surgimento dos casos, e que agora, os professores se sentem mais seguros.  

A Apeoesp chegou a enviar um ofício à DER solicitando a suspensão imediata das aulas presenciais nas unidades em que os casos foram notificados. A Secretaria Estadual da Educação confirmou que tem quatro casos positivos, mas destaca que os profissionais foram afastados.  

Nesta terça-feira (16) as unidades do Serviço Social da Indústria (Sesi) também confirmaram quatro casos da Covid-19 em funcionários. Sendo assim, o retorno das aulas presenciais foi adiado.  

Casos de Covid-19 nas escolas do Alto Tietê 

ESCOLA  CIDADE  CASOS SUSPEITOS  CASOS CONFIRMADOS 
E.E. Cid Boucault Professor  Mogi das Cruzes  2  0 
E.E. Angelica de Jesus Ferreira  Biritiba Mirim  1  0 
E.E. Benedito Borges Vieira Professor  Mogi das Cruzes  1  0 
E.E. Branca Baumann Do Amaral Professora  Mogi das Cruzes  1  1 
E.E. Deodato Wertheimer Doutor  Mogi das Cruzes  0  0 
E.E. Iracema Brasil De Siqueira Professora  Mogi das Cruzes  0  1 
E.E. Josephina Najar Hernandez Professora  Biritiba Mirim  1  0 
E.E. Pedro Malozze  Mogi das Cruzes  1  0 
E.E. Sylvia Mafra Machado Professora  Mogi das Cruzes  1  0 

E.E. Paulo Ferrari Massaro Professor 

Mogi das Cruzes  1  0 
EMEI Ferdinando  Biritiba Mirim  2  0 
    11  2 

Fonte: Apeoesp Mogi das Cruzes  

Do total de escolas, 10 são de Mogi as Cruzes e uma é da rede municipal de Biritiba Mirim, cidade que ainda não retomou as aulas presenciais, mas apenas trabalhos presenciais de professores. Além dos supostos casos de coronavírus, a coordenadora diz que também foram encontradas outras irregularidades que podem trazer prejuízos. 

Fonte: G1

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui