A mudança de endereço ocorreu no último dia (24/01) e segue 24 horas com a mesma agilidade e fluidez

Em dois dias de funcionamento do Pronto Atendimento Infantil de Poá em novo endereço, o local já recebeu 122 pacientes. O atendimento no novo prédio teve início às 18 horas do último domingo (24/01), e conta com todos os serviços já oferecidos no prédio antigo, 24 horas por dia, com a mesma agilidade e fluidez.

O Pronto Atendimento, agora situado na Rua Marquesa de Santos, 186, no Jardim Medina, é um prédio novo e apto para receber os pacientes da ala infantil. “O fato de estar ao lado do Hospital Municipal Guido Guida facilita a vida de quem procura a pediatria, uma vez que os munícipes eram direcionados na Vila Açoreana, causando transtornos para quem está a pé ou depende de transporte público. Agora o atendimento está ao lado do hospital e também, com espaço exclusivo para atendimento infantil”, explicou Claudia Cristina de Deus.

A responsável pela Pasta reforçou que o Pronto Atendimento Infantil segue com funcionamento 24 horas, tendo em seu quadro de profissionais seis pediatras, sendo três no período diurno e três no período noturno, além da equipe de enfermagem. “A estrutura também continua a mesma, ou seja, contamos com exames de laboratório, Raio-X digital, leito de observação e dois leitos de emergência. Os pacientes contam ainda com o respaldo do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU), que está localizado ao lado do prédio”.

Nesta primeira semana, dois veículos estão à disposição para o transporte de quem for ao prédio antigo em busca de atendimento. “Acredito que, assim, não haverá transtorno para o munícipe que ainda desconhece a mudança. Cerca de 20 pessoas já foram transportadas até o novo endereço, por meio deste serviço, além disso, haverá um funcionário presente para orientar as pessoas sobre a alteração de endereço”, finalizou.

LEIA TAMBEM:  Hit 'Show de Drama' consagra seu sucesso na Live 'Bora pro play' de Marcos e Bueno

A necessidade de transferência para o novo endereço se fez necessária por causa de algumas irregularidades que afetavam o seu pleno funcionamento e também o contingenciamento financeiro que já é realidade no município, conforme estipulado no Decreto Municipal 7.731/2021, publicados na última sexta-feira (22/01).

FOTOS / Rodrigo Nagafuti –  Secom Poá