Escola estadual de Suzano distribui apostilas e faz chamadas em vídeo

0
210
A Escola Estadual Joviano Satler de Lima, em Suzano, desenvolveu durante o período de quarentena, apostilas diferentes para que os alunos público-alvo da Educação Especial da unidade pudessem dar continuidade no ano letivo, mesmo em isolamento social.
Além do material impresso, os professores especialistas também realizam chamadas de vídeo individuais para auxiliar e tirar dúvidas dos estudantes.
As apostilas do programa “Somos Todos Inclusão” foram feitas pela equipe da escola e elaboradas especialmente para cada aluno do programa, baseadas em seus diagnósticos, aptidões e necessidades para os estudos que têm sido ministrados a distância pela unidade.
“Desenvolvemos as apostilas para que os alunos público-alvo da Educação Especial não ficassem prejudicados. Nosso intuito é cuidar da saúde emocional e fazer com que os alunos e seus familiares se sintam acolhidos durante este período”, afirma Patrícia Brogio, professora-coordenadora da unidade e idealizadora do programa.
Após a confecção, as apostilas foram entregues pessoalmente pela equipe gestora da unidade, formada pelos diretor e vice-diretora, Maurício Pereira e Elisângela Sousa, as coordenadoras Bruna Santos e Patrícia Brogio e a mediadora Denair Zara, tomando todos os cuidados necessários para prevenção do Covid-19.
O segundo volume já está em confecção e deverá ser entregue novamente nas residências no próximo mês. O material inclui um roteiro de acompanhamento para os responsáveis e orientações para rotina de estudos durante o período de isolamento social. Todo o trabalho tem o apoio da supervisora da escola, Elisabete Benatti.
Sobre o programa
O programa “Somos Todos Inclusão” teve início neste ano na unidade e conta com diversas parcerias, entre elas psicopedagogos e profissionais de saúde que prestam atendimento aos alunos.
A professora idealizadora já havia implantado em 2018, um piloto na Escola Estadual Professora Dulce Maria Sampaio, em Itaquaquecetuba, denominado “EducaSau – Diálogo Necessário”, cujo objetivo também é aperfeiçoar a aprendizagem dos alunos com necessidades especiais em sala de aula, através de atividades diferenciadas com estímulos neurológicos.
(Via Diário de Suzano)

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui